Arquivo para arte

Tarsila Schubert

Posted in Imagens e Letras with tags , , , on março 6, 2012 by olavosaldanha

Outros bons artigos

.

.

.

Há vida sendo vivida nas pinturas de Tarsila, mesmo naquelas que remetem à reflexão contida e solitária de um personagem, a vida se desenrola lancinante ao redor e em cores vibrantes. A informação não se perde entre a sedução dos pigmentos, pelo contrário, são realçadas na sua proposta de traduzir um instante neste mundo multiforme da arte.

Tarsila Schubert diz-se seduzida pela literatura, poesia e música. Não é à toa que a obra “Basílio” cai tão bem nos versos: “De pescoço mole, o cabisbaixo; / Na cabeça quieta, a criação; / Sentado na cadeira, o viajante; / No aquário de ventania, num céu anoitado; / na mente a solução.”

Nasceu em Bauru e amou a pintura desde cedo. Hoje mora em Florianópolis.

Olavo Saldanha – Como uma artísta enveredou pela odontologia, ou, como uma odontóloga enveredou pela arte?

Tarsila SchubertA arte antes da odontologia já habitava meus pensamentos, me interessei pela área da ciência/ saúde quando eu tinha 16 anos onde eu ingressei num curso de prótese dentária e posteriormente na faculdade de odontologia, pra mim a arte e a odontologia andam juntas desde então,são áreas distintas e eu não as misturo. São dois mundos diferentes que eu habito.

Olavo SaldanhaQuando você percebeu que a pintura era tão importante quanto a profissão?

Tarsila SchubertA Arte pra mim é algo sem padrões ou limites, eu sou livre e faço quando eu quero ou quando me sinto a vontade. É onde eu posso me expressar, sem ter que obedecer ou seguir algum pré-requisito, a odontologia não dá essa liberdade de criação.

Eu sou muito emocional, então tenho umas explosões de sentimento aqui dentro que precisam sair. A importância está aí, a arte pra mim é uma forma de eu manifestar meus pensamentos e emoções.


Por outro lado eu me interesso muito, sobre assuntos ligados a ciência, e também sobre o bem estar e saúde das pessoas, e a odontologia foi uma forma que eu encontrei para ajudar.

.

Imagens e Entrevista Completa Aqui
(27 Imagens)

.

.
.

Referências de pesquisa:Imagens cedidas gentilmente pela artista a partir de seu site oficial (Tarsila Schubert), Faceboock e demais espaços de exposição. Entrevista concedida gentilmente pela artísta aoeditor deste blog (Olavo Saldanha)

.

.

assine o feed twiter

.

A Escultura de Maskull Lasserre

Posted in Imagens e Letras with tags , , , , on março 6, 2012 by olavosaldanha

Outros bons artigos

.

.

.


A partir de objetos comuns Maskull Lasserre extrai arte. Este artista canadense explora o potencial inesperado do cotidiano contido nas coisas que carregam algum valor social, elementos de nostalgia, de alegoria, de humor e até do macabro. São incorporações novas da arte no objeto que induzem a estranheza e levam a uma curiosa viagem da pré-presença das esculturas.

Maskull Lasserre nasceu em 1978, em Calgary, Alberta. Ele passou sua infância na África do Sul e voltou para o Canadá para se instalar em Ottawa. Lá estudou artes visuais e filosofia na Mount Allison University, e escultura na Concordia University em Montreal. Hoje vive e trabalha nesta cidade.

Lasserre é premiadíssimo e é um participante recente no Programa Artista canadense nas Forças de Guerra no Afeganistão. Está também participando de uma exposição coletiva no Pierre-François Ouellette art contemporain inc, galeria canadense.

.

Imagens Aqui
(38 Imagens)

.


.

Referências de pesquisa: Site oficial do artista, galeria de arte Pierre-François Ouellette art contemporain inc. Atelier de arte e escultura em Montreal.

.
Outras propostas

assine o feed twiter

.

Museu Hermitage – Pintores – Parte 03

Posted in Imagens e Letras with tags , , , , , on abril 27, 2011 by olavosaldanha

.

.


O Museu Hermitage surpreende ao reunir os tesouros de arte de todas as gerações, desde finais da Idade Média até os dias atuais. São mais de quatro mil esplêndidas obras dos pincéis dos maiores pintores de todo o mundo. A coleção do Hermitage em São Petersburgo é formada também por vários outros setores:

.

.

  • O departamento Arte Européia Ocidental é o mais importante, com mais de vinte pinturas de Rembrandt, impressionistas e pós-impressionistas, pinturas de Da Vinci, Rafael, Ticiano, Giorgione e com as melhores colecções de arte francesa fora do Louvre, em Paris.
  • O Arte Oriental possui as culturas do antigo Egito, Mesopotâmia, Bizâncio, Irã, Ásia Central, Cáucaso, China, Japão e Índia. A coleção de prata Sassanian é mundialmente famosa, como os tecidos coptas e tapetes persas.
  • O Cultura Russa apresenta a arte popular, mas também artefatos das colecções imperiais, como porcelana, vidro, prata e tapetes e móveis de aço feitos no século XVIII e início do século XIX, produzidos nas fábricas de armas de Tula.
  • Na Antique Art estão as artes e ofícios das civilizações grega e romana, com importantes esculturas romanas antigas e retratos. Ainda, peças das escavações nos assentamentos gregos em torno do Mar Negro, é uma coleção superlativa.
  • O Leste da Sibéria e da Arqueologia apresenta objetos do período do Paleolítico, do Bronze e da Idade do Ferro. Notáveis ​​são os citas e sármatas ouro e prata, tecidos, peles, esculturas em madeira e pele humana tatuada, encontrada no alto das Montanhas Altai.
  • Em Moedas e Tokens veremos as coleções de Catarina a Grande, ela era uma colecionadora de moedas e medalhas e sua coleção é a base da coleção atual. O serviço inclui mais de um milhão de objetos.
  • O Arsenal é o departamento de armas de Nicolau I, ele era um apaixonado colecionador de armas antigas e armaduras. Há obras de europeus, russos e culturas orientais.
  • A Biblioteca foi criada também por Catarina, a Grande. Contém mais de 600.000 volumes, da russia e da Europa Ocidental e Oriental. A coleta dos primeiros livros impressos e manuscritos correspondem a cerca de 10 mil itens.

Leia os artigos das exposições anteriores e conheça mais o Hermitage.
.

.

Imagens Aqui
(39 Imagens)

.


.

Referências de pesquisa: Site oficial do Museu (hermitagemuseum.org). O Palácio de Inverno e o Museu Hermitage (www.saint-petersburg.com/virtual-tour/hermitage.asp). Museu Hermitage Amisterdam (hermitage.nl/en/). Explorando o Hermitage (geographia.com/russia/peter02.htm). Fundação Museu Hermitage (hermitagemuseumfoundation.org/). .

.

Outras propostas

.

.

assine o feed twiter

Museu Hermitage – Pintores – Parte 02

Posted in Imagens e Letras with tags , , , , , on abril 6, 2011 by olavosaldanha

.

.


A segunda parte da exposição das pinturas do Hermitage, um dos mais belos e importantes museus do mundo. Lembrando que o leitor poderá selecionar a obra que mais gostou durante a série de postagens e pedir uma cópia dela em tamanho grande, se assim desejar. Enviarei imediatamente o link.

.

.

O Museu Hermitage foi fundado em 1764, quando Catarina, a Grande, adquiriu uma coleção de 255 pinturas da cidade alemã de Berlim. As coleções do Hermitage incluem obras de Leonardo da Vinci, Michelangelo, Rafael e Ticiano, uma coleção única de pinturas de Rembrandt e Rubens, muitas obras de impressionistas franceses, Renoir, Cézanne, Manet, Monet, Pissarro, numerosas telas de Van Gogh, Matisse, Gauguin e ainda várias esculturas de Rodin.

A coleção é enorme e diversificada e é uma parada essencial para todos aqueles interessados ​​em arte e história.

Logo depois da vitória triunfal sobre Napoleão, o Imperador Alexandre I pensou em criar uma galeria no Palácio de Inverno, onde morou Catarina, para apresentar os retratos dos líderes militares da Guerra Patriótica de 1812. O artista inglês George Dawe foi convidado para ir a Petersburg fazer os retratos. A série de quadros tornou-se um monumento único à glória militar russa, e enfeitam as paredes da galeria.

.

.
Imagens Aqui
(41 Imagens)

.


.

Referências de pesquisa: Site oficial do Museu (hermitagemuseum.org). O Palácio de Inverno e o Museu Hermitage (www.saint-petersburg.com/virtual-tour/hermitage.asp). Museu Hermitage Amisterdam (hermitage.nl/en/). Explorando o Hermitage (geographia.com/russia/peter02.htm). Fundação Museu Hermitage (hermitagemuseumfoundation.org/). .

.
Outras propostas

.

assine o feed twiter

Museu Hermitage – Pintores – Parte 01

Posted in Imagens e Letras with tags , , , , , on março 17, 2011 by olavosaldanha

.

.


Este é um verdadeiro presente para os amantes da arte. Uma exposição em série das pinturas de um dos mais belos e importantes museus do mundo; o Hermitage. O leitor ainda poderá selecionar a obra que mais gostou durante a série de postagens e pedir uma cópia dela em tamanho grande. Enviarei imediatamente o link. Não deixe de visitar esta exposição.

.

.

O Museu Hermitage é um dos maiores museus de arte do mundo e sua vasta coleção possui itens de praticamente todas as épocas, estilos e culturas da história russa, européia, oriental e do norte da África, e estão distribuídos em dez prédios, situados ao longo do rio Neva, em Leningrado, antiga São Petersburgo, Rússia. Sete desses prédios são monumentos artísticos e históricos de grande importância.

O Hermitage possui hoje um acervo de mais de três milhões de peças. O museu mantém ainda um teatro, uma academia musical e projetos subsidiários em outros países.

Quando a cidade de Leningrado foi sitiada pelo exército alemão na Segunda Guerra Mundial, as coleções do Hermitage correram um grande perigo de serem saqueadas (Veja o post sobre os saques na guerra). A maioria das obras de arte foi escondida no porão e as outras foram enviadas de trem para outras cidades. O museu foi transformado em um abrigo antiaéreo para sua proteção. O Hermitage foi reaberto em 08 de novembro de 1944, quando as coleções protegidas no porão foram colocadas novamente em exposição. Até 4 de novembro de 1945, sessenta e oito salas foram abertas ao público.

Diz-se que se alguém passar um minuto olhando para cada exposição individual, levaria cerca de 11 anos para ver todos as obras de arte.

.

.

Imagens Aqui
(43 Imagens)

.

.

Referências de pesquisa: Site oficial do Museu (hermitagemuseum.org). O Palácio de Inverno e o Museu Hermitage (www.saint-petersburg.com/virtual-tour/hermitage.asp). Museu Hermitage Amisterdam (hermitage.nl/en/). Explorando o Hermitage (geographia.com/russia/peter02.htm). Fundação Museu Hermitage (hermitagemuseumfoundation.org/). .

.
Outras propostas

.

assine o feed twiter

Tetsuya Ishida

Posted in Imagens e Letras with tags , , , , on março 16, 2011 by olavosaldanha

.

.

As obras de Tetsuya Ishida nasceram das agruras da vida real, como as sensações claustrofóbicas dos indivíduos e sua desorientação numa sociedade tecnologicamente avançada. Ele retratou isso com os elementos fantásticos do surrealismo, onde seu auterego está preso a máquinas ou animais, ou tratado como parte de uma linha de produção. Ishida foi um crítico fugaz da estrutura social japonesa, a qual ele dizia estar cheia de pessoas modernas escondidas dentro “da dor e da tristeza”. Em 2006, uma de suas obras alcançou o valor de 100 mil dólares.

Tetsuya Ishida Yaizu nasceu na província de Shizuoka, em 1973. Após graduar-se na Musashino Art University, representou com talento incomum a pintura japonesa. No entanto, deixou órfã toda uma geração de artistas quando, prematuramente, morreu vitima de um acidente ferroviário, em maio de 2005 aos 31 anos de idade.

.

Imagens Aqui
( 28 imagens)

.

.

Referências de pesquisa: Site oficial do artista Tetsuya Ishida (tetsuyaishida.jp) . Museu da provincia Shizuoka de Arte (http://www.spmoa.shizuoka.shizuoka.jp/english/). Wada Fine Arte, galeria de arte (http://www.wadafinearts.com/#/artists/ishida/).

.
Outras propostas

.

assine o feed twiter

A escultura de Philippe Faraut

Posted in Imagens e Letras with tags , , , , , , , on novembro 15, 2010 by olavosaldanha

.

.


P
hilippe Faraut me faz lembrar um episódio bem interessante da minha vida. Evidente, guardando as devidas proporções artísticas. Fui contratado certa vez para trabalhar num determinado serviço, por que fui visto esculpindo em cera o corpo de uma mulher. Era uma amiga, que me enviara uma fotografia numa pose elegantíssima. A foto me foi enviada devido nosso laço carinhoso. Ela não sabia que eu esculpia, nem eu mesmo, aquela foto me jogou na qual seria a minha profissão. Descobri ali o meu amor, não por ela, já havia entre nós um amor descoberto, irrevogável, um amor que não se acaba, posto que não era paixão, nem romance. Era amor mesmo, puro e simples. Descobri o amor pela arte, pela criação.

Philippe Faraut se graduou em design e execução de mobiliário de estilo clássico francês e escultura de madeira, na Germain Sommeiller de Annecy, na França. No entanto, o artista desenvolveu um novo segmento na sua carreira, trabalhando na reconstrução de rostos para a área forense, recriando processos de envelhecimento do rosto humano, e para os estudos dedicados a outros ramos da expressão artística, como teatro, cinema, desenho e arte-educação.

O processo criativo de Faraut está numa série de vídeos e livros, incluindo o passo-a-passo, para esclarecer aos alunos as teorias e técnicas de escultura, mesmo em relação a materiais disponíveis. Desde 1992, ele realiza seminários de escultura viajando há mais de quinze anos os EUA e o Canadá, em cursos de formação dedicado a aspirantes e a escultores profissionais, em estúdios privados e instituições como o Museu de Belas Artes de Longview, Texas.

.
Imagens Aqui
(26 Imagens)
.

.

Referências de pesquisa: Settemuse (http://www.settemuse.it). Site oficial do artista Philippe Faraut (philippefaraut.com) .

.
Outras propostas

.

assine o feed twiter

.